Fazer a declaração do imposto de renda de pessoa física (IRPF) é uma das tarefas de muitos brasileiros no começo do ano. E é fundamental conhecer os detalhes dessa operação para não correr o risco de se equivocar no preenchimento ou deixar para a última hora e não conseguir enviar sua declaração.

A seguir, respondemos 8 dúvidas sobre o tema e te mostramos o passo a passo para fazer sua declaração de imposto de renda 2019 sem problemas!

Qual o valor mínimo para declaração?

O valor mínimo de rendimentos tributáveis é de R$ 28.559,70. Quem obteve receita bruta com atividades rurais deve declararar o imposto de renda a partir de R$ 142.798,50.  

Quem precisa declarar o Imposto de Renda?

Qualquer pessoa física que:

  • Tenham tido recebimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;
  • Recebeu rendimentos isentos ou tributados exclusivamente na fonte acima de R$ 40.000,00;
  • Obteve ganho de capital na alienação de bens ou direitos, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • Teve posse de bens ou direitos com valores superiores a R$ 300.000,00

Qual o prazo para entrega do IR?

O prazo da declaração vai até às 23:59 do dia 30 de abril de 2019. De acordo com informação da Receita Federal, já forma recebidas cerca de 8,2 milhões de declarações de imposto de renda neste ano. Até o fim do prazo, devem ser entregues mais de 30 milhões de declarações.

Preciso contratar alguém para fazer minha declaração?

Não há obrigatoriedade em contratar um profissional para fazer sua declaração de imposto de renda. Mas caso não tenha tempo hábil ou experiência no preenchimento do sistema, contar com um profissional pode agilizar a entrega e evitar erros.

Quais documentos preciso reunir para o IRPF?

Via de regra, você vai precisar de:

  • Dados básicos (nome completo, CPF, título de eleitor, endereço, telefone e profissão);
  • Dados básicos dos dependentes;
  • Comprovantes de rendimentos de pessoas jurídicas e físicas;
  • Informes de Rendimentos Financeiros do seu banco;
  • Comprovantes de rendimentos recebidos do exterior;
  • Pagamos de pensão alimentícia, mensalão e do carnê-leão;
  • Comprovantes de heranças, doações e transferências patrimoniais
  • Extratos de saques do FGTS e PIS;
  • Cópia e recibo de sua última declaração;
  • Dados bancários para restituição, se houver.

Como posso fazer a declaração?

A declaração do imposto de renda 2019 pode ser feita totalmente pela internet. Basta fazer o download gratuito do Gerador de Imposto de Renda 2019 de acordo com a plataforma que pretende utilizar (Windows, Mac, IOS ou Android, por exemplo).

Junte a documentação necessária e escolha o modelo de declaração que prefere fazer. O modelo simplificado recebe um desconto de 20% sobre a base de cálculo do imposto de renda, já o completo exige que todos os gastos dedutíveis sejam lançados separadamente. O próprio sistema ajuda o usuário a escolher qual o formato ideal.

O que acontece com quem perder o prazo?

Quem se atrasar deve pagar multa de pelo menos 1% sobre o imposto devido. O valor mínimo da multa é de R$ 165,74.

Quem tem direito à restituição?

Algumas situações podem gerar restituição, ou seja, a devolução de parte do imposto pago. Normalmente, a restituição acontece quando há o pagamento de pensão alimentícia, inclusão de despesas médicas e educacionais e de dependentes.

A restituição costuma acontecer entre julho e dezembro do mesmo ano da declaração e o valor é creditado na conta bancária informada na declaração do IR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here